quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Pieces:

      Há um tempo em que é necessário desprender-mo-nos do que nos desassossega, e derramar o mais puro choro  egoísta. Pois sobre o túmulo da falência nunca choramos a morte, mas sim a falta que ficará aos que vivem. 
        Poderia então derramar centenas de lágrimas escritas, amaldiçoar passados ou profetizar futuros, erguer a minha voz acima da assistente plebe mundana, ou até mesmo, por certo, acastelar sonhos e elevar impérios. Contudo, não o farei. Da resignação que precede a agonia, permanece a humildade de que não será por minhas mãos escrita um alegoria que melhor ilustre o perdão, do que aquela sobre o qual o nosso tempo assenta. Por esta razão, desnorteado, não sei que mais faça para que fique claro, pois facto é, que infalíveis, se o forem, só os deuses, e, conta a história, que até estes são benevolentes e misericordiosos. Seres infalíveis que, sem qualquer afecto, contêm tal arte refinada. 

   Enfim, há um tempo que ao olhar a cidade, permanece apenas saudade, apesar de esta ser agora um instrumento inútil para apaziguar a minha alma cansada.


Imagem por: wilson de figueiredo

13 comentários:

Raquel Lopes disse...

GOSTO MUITO WILSON! CONTINUA. ass: raquel lopes

Wilson de Figueiredo disse...

Obrigado a ambos. Pretendo continuar

Anónimo disse...

como se fosse algo facil

Wilson de Figueiredo disse...

não terás lido algo escrito por mim que dissesse tal coisa. Muito pelo contrário, até acho que é algo bastante complicado. Porém, de facto, existe um tempo em que devemos preparar-mo-nos para seguir em frente.

PauloSilva disse...

Agradeço o comentário.

«Poderia então derramar centenas de lágrimas escritas, amaldiçoar passados ou profetizar futuros, erguer a minha voz acima da assistente plebe mundana, ou até mesmo, por certo, acastelar sonhos e elevar impérios.» - Como te percebo. infelizmente a dor leva-nos a casos extremos destes que de nada valem.

Gosto da tua maneira de escrever.

s. disse...

é bem verdade *

PauloSilva disse...

Exacto. As coisas só não são fáceis porque a mente está, constantemente, em discussão com o coração. Mas também o difícil dá sempre outra sensação, melhores motivos para sorrir que o fácil. Mas claro que preferia ser comandado pela razão...

PauloSilva disse...

Quis dizer no sentido de "após conquista", é um bom motivo para sorrir. Ainda bem que gostaste.

Lenailu disse...

é , é realmente verdade . Obrigada.
Também gostei deste!

Lenailu disse...

é , é realmente verdade . Obrigada.
Também gostei deste!

● tixaaa, disse...

já era uma e tal da manhã, já fui atrasada. mas exacto, o que conta é a intenção (:
gosto do blog e o texto e a foto estão lindos, vou seguir *

Lenailu disse...

De nada (:

● tixaaa, disse...

obrigada eu, e de nada (':